Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \30\UTC 2008

Você sabia que uma simples busca no Google pode consumir eletricidade suficiente para acender uma lâmpada de 11 Watts por 15 minutos a 1 hora??? Trata-se de uma estimativa, já que o Google não liberou os dados. Mas que é assustador, é um fato.

Essa informação foi divulgada no artigo “Internet tem maior participação no aquecimento global que o tráfego aéreo” publicado ontem no UOL (leia aqui). Na verdade achei o título meio exagerado. O artigo na realidade diz:

Estimam que a tecnologia de informática (incluindo telefones, redes sem fio e impressoras) atualmente é responsável por 2% de todas as emissões de dióxido de carbono – ou, em outras palavras, tanto quanto todo o tráfego aéreo.

Quantas buscas vc faz por dia no Google? Acho que tá na hora de começar a pensar nisso! É só imaginar quantas “lampadinhas” ficam acesas enquanto vc se diverte Googleing a vida alheia… rs (é rir pra não chorar)

Mas o artigo também fala das soluções que algumas empresas estão encontrando, como aproveitar o calor gerado pelos computadores para aquecer as instalações. Mas aqui no Brasil, com esse clima tropical todo, estamos mesmo é fadados a derreter…

Como disse meu pai: “A gente elogia a internet, mas olha o estrago que faz… Bom mesmo é andar de carroça!” hehehe

Anúncios

Read Full Post »

Pegando carona no penúltimo post (celular e carro: o que eles têm em comum)… Não é que já estão rolando carros quase-que-de-graça???

Na “Zoropa” (pelo menos tenho notícia na Alemanha e em Portugal) está na moda o aluguel de Smarts a 1 Euro/dia. O detalhe: cada carrinho é todo envelopado com anúncios, um verdadeiro outdoor ambulante. O pré-requisito? Rodar em média 30 km/dia na “viatura” e o aluguel tem um mínimo e um máximo de dias.

E mais, li também (aqui) que o Brasil poderá ser uma das próximas vítimas! Imagina o resultado disso para o trânsito. Fora a poluição… Será legal demais se inventarem isso com carrinhos ecológicos movidos a água.

Mas mesmo assim achei doido.
Ah, e pelo visto a companhia portuguesa Smart Advertising tembém tem feito ações com o modernete do Segway.

smart_2.jpg

Read Full Post »

Mais uma vez provando a linha do “The big switch“, que diz que “tudo que acontece dentro de um computador deve migrar para a internet” (vide post Mais uma Convergência), a Adobe lançou hoje a versão online do estimado PhotoShop (o PhotoShop Express, veja aqui).

A versão online é mais simplificada e, ao que tudo indica, o leigo poderá usar sem grandes traumas. Obviamente, a versão é totalmente baseada na web e qualquer um poderá fazer uso do serviço de qualquer computador, onde quer que esteja. Para usar o serviço, que é gratuito, basta se cadastrar no site. Eles oferecem também 2 gigas para armazenamento de imagens: “There is nothing sadder than a photo without a home”.

Bem, eu fiz um test-drive. Pra quem tá acostumado com o PhotoShop já aviso que a versão online é BEM simplificada. Mas não deixa de ser um recurso interessante e dá pra quebrar um galho. E pra tchurma que não precisa do programa para fins unicamente profissionais, me pareceu bom demais.

Agora vc poderá não só guardar, mas editar suas fotos de qualquer computador do mundo.

Read Full Post »

Li uma colocação interessante. Ricardo Neves, consultor da Época, considera que “o carro vai ficar tão barato que só pagaremos pelo uso, e não mais pela compra, como aconteceu com as linhas telefônicas”. A colocação foi feita com base na observação de que os carros têm ficado cada vez mais baratos e/ou fáceis de comprar. E que, por outro lado, os pedágios, estacionamentos, taxas ambientais, combustível, seguro etc, só aumentam seus valores. Ao que tudo indica a tendência seria de que se criassem companhias que explorassem o uso dos carros: elas forneceriam o modelo de automóvel para o usuário de graça (ou quase de graça), mas em troca o indivíduo deverá abastecer, fazer a manutenção, pagar o seguro etc etc etc nas bandeiras desta mesma companhia, gastando um valor mínimo mensal com a dita “viatura” (seguindo o mesmo movimento das operadoras de celular).

Resta saber o que acontecerá com o trânsito com tantos carros nas ruas (sem falar da questão ambiental!). Atualmente o problema já está crítico. Vide São Paulo: 221 Km de engarrafamento. Pode?

“A velocidade média nas grandes vias cariocas caiu mais de 70% nos últimos 10 anos” – Fernando MacDowell (Época, 17/03/2008)

É paradoxal demais viver em uma sociedade cada vez mais imediatista, onde a troca de informações acontece quase que na velocidade da luz, e ficar horas presa no trânsito. No trabalho você resolve em questão de segundos problemas que há 20 anos demorariam uma semana. Vivemos a era da informação, onde uma semana de notícias em um jornal tem mais informações do que uma pessoa teria acesso em uma vida inteira no século XVIII. Mas na mesma medida em que a tecnologia avança de forma exponencial e as distâncias virtualmente se encurtam, o trânsito piora de forma exponencial. Na hora de fazer o trajeto moradia-trabalho ou onde-quer-que-queria-ir, as pessoas estão fadadas a voltarem ao século XIX e andarem na velocidade de CHARRETE. É mole?

“O futuro das cidades está intrinsecamente ligado à tecnologia de transporte” – Edward Glaeser, universidade de Harvard

Só mais um parêntesis: o trânsito, assim como a internet (vide rompimento de cabo submarino que afetou a internet na Ásia em jan/fev, último), tem suas fragilidades , “com tantos carros na rua, qualquer imprevisto faz a cidade entrar em colapso” (Época, 17/03/2008).

Read Full Post »

O Marco Antônio Gonçalves publicou essa semana em seu blog o vídeo apresentado esse ano no encontro anual da LMA (Legal Marketing Association). Pelo teor do vídeo, não podia deixar de me manifestar. Ele satiriza o advogado do futuro (tão do futuro, que é intergaláctico) que se tornou submisso e dependente do departamento de marketing (!).

Em primeiro lugar, o vídeo é tosco. Propositalmente tosco. Mas tosco.

Como se pode ver no filminho, eles simplesmente jogaram um cenário e figurino toscamente futuristas e transpuseram situações atuais para um contexto espacial. A graça toda do vídeo, como bem colocou Marco Antônio, fica por conta dos advs cabeça-dura (me perdoem!), que mesmo sendo capachos do departamento de mkt, insistem em ações de retorno nulo para o universo jurídico (como colocar anúncio do escritório num foguete – *aí, , dá-lhe mídia alternativa, rs).

Fiquei pensando como eles poderiam ter aproveitado a deixa do tema FUTURO para realmente explorar o que vem por aí no quesito novas tecnologias de uma forma mais inteligente. (mais…)

Read Full Post »

ATUALIZADO em maio de 2010:
PARA O CURSO EINSTEIN NO TERCEIRO MILÊNIO, ACESSE: http://fisicafacil.wordpress.com

Puxando o high tech pro lado da física, acontece às terças feiras de abril e maio (em BH) o curso: Einstein Para Todos, com o professor Dr. Aba I. C. Persiano (UFMG), autor do blog Física Fácil. O objetivo do curso é de explicar as teorias da relatividade, a mecânica quântica, o Big Bang e otras cositas más de uma forma clara para os simples mortais. O curso está em sua 9ª edição, com grande sucesso de público.

Essa é a sua grande chance de compreender o que aparentemente é incompreensível. E, lógico, enriquecer sua cultura geral e aproveitar pra pirar um pouco a respeito de questões de fé, a origem do universo, patati-patatá. Tá esperando o quê?

Maiores informações e inscrições pelo telefone: 31 3226-7848 ou no Física Fácil.
Realização: Instituto Histórico Israelita Mineiro
Início das aulas: 08/04

albert-einstein.jpg

Read Full Post »

Ainda sobre livros, ainda sobre o ambiente digital, ainda na Exame de 27 de fevereiro de 2008 (Edição 912, matéria A tecnologia será invisível”) e com um gancho no livro “We-think” do post anterior…

O recém-lançado livro “The Big Switch: Rewiring the World, from Edison to Google” (A grande virada: reconectando o mundo, de Edison ao Google), de Nicholas Carr, promete falar sobre as tendências tecnológicas num futuro próximo. Segundo o artigo publicado na Exame (com base no livro de CARR), num futuro próximo:

“Tudo que acontece dentro de um computador – desde o processamento até o armazenamento de informações – deve migrar para a internet. Os documentos, assim como os programas usados para criar e modificar esses arquivos, estarão guardados em servidores espalhados pela internet”.

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »